Saudade é o corpo ardente que sente calafrios por quem não veio, e que permanece vazio ao mesmo tempo em que cheio...

Paulo Cesar Coelho

A mulher é a poesia que todo poeta sonha fazer.

Áudios

GALO CANTÔ
Data: 14/08/2016
Créditos:
Galo cantô
Música e letra composta a partir do poema GALOCANTÔ -http://www.recantodasletras.com.br/letras/5654792

Compositores:
Paulo Cesar Coelho - Germano Ribeiro - Maria Araújo
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Galo cantô

Galo cantô
Lá  no pé da serra
Anunciando
Um novo amanhecer
 
E eu no frio colado
No pescoço dela
Vou me enroscando
No abraço infinito do prazer
 

E nesse tempo
Meu sinhô
Muita coisa acontece
 
A coberta remexe
O corpo se aquece
A gente se esquece da dor!
 
E nesse frio
Meu sinhô
É que a coisa acontece
 
A coberta remexe
O corpo se aquece
A gente se estremece de amor
 
Galo cantô ...  
E nesse tempo
Meu sinhô
Muita coisa acontece
 
A coberta remexe
O corpo se aquece
A gente se estremece de amor
 
E nesse frio
Meu sinhô
É que a coisa acontece
 
A coberta remexe
O corpo se aquece
A gente se esquece da dor!
Enviado por paulo cesar coelho em 14/08/2016

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Todos os textos estão protegidos por Lei. Caso precise usá-los, para fins didáticos educativos, por favor, faça contato: paulopoetacoelho@bol.com.br Sites: www.pcoelho.prosaeverso.net www.luso-poemas.net/modules/news/index.php?uid=1012