Saudade é o corpo ardente que sente calafrios por quem não veio, e que permanece vazio ao mesmo tempo em que cheio...

Paulo Cesar Coelho

A mulher é a poesia que todo poeta sonha fazer.

Meu Diário
09/04/2006 23h42
Homenagem poética da escritora Flavinha
PCOELHO

Sempre venho aqui
Banhar-me em seus versos
Saborear alegria
E sentir a leveza
Do seu poetar
Me encontro em suas belas poesias
E tenho o prazer de ser musa em uma delas ( quem diria)
Assim passo meu tempo
A mercê do vento
Embebendo minha alma
Nesse terno encantar
Viajo sim, muitas vezes
Em suas doces palavras
Lindos sentimentos
Que me levam a pensar
Assim caminho
Passo meus dias
E guardo você comigo
Dentro do meu apaixonado coração.

Flavinha

___________________________________________________

A Flavinha é uma escritora que se diz amadora, mas,
tem todas as qualidades de escritora profissional. Possui nada menos do que,(744) textos - Distribuídos em:
Acrósticos (31), Artigos(2),Cartas (3), Crônicas (6),
Frases (8), Infantil (1),Mensagens (4), Natal(1),
Pensamentos (9),Poesias(591),Poetrix(47),Redações(1)
Textos eróticos (43), assim, quem acessar a página da escritora Flavinha, vai ter mais de setecentas boas razões, para conhecê-la.

Eu fico bastante emocionado, em ter meus versos, textos, comentados numa poesia, feita por aquela que sem dúvida é uma expoente, em nosso Poetar!

Obrigado Flavinha
PCoelho.

Publicado por paulo cesar coelho em 09/04/2006 às 23h42

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Todos os textos estão protegidos por Lei. Caso precise usá-los, para fins didáticos educativos, por favor, faça contato: paulopoetacoelho@bol.com.br Sites: www.pcoelho.prosaeverso.net www.luso-poemas.net/modules/news/index.php?uid=1012